Tudo sobre Logomarcas.


Gente essa materia eu peguei do blog do elo7,achei muito interessante,por isso coloquei ela aqui pra vcs entenderem a importancia que tem uma logomarca para todos que desejam alavancar seus projetos.
A Elo7 tem sido um amparo para muitos empreendedores...e sempre com dicas otimas....leiam com atenção essas dicas sobre Logomarca e me diz como quer sua logomarca que faço pra vcs.

nath yamauti: descobrindo mais sobre a sua marca

Construir uma boa identidade visual não é tarefa simples, mas vamos discutir alguns pontos que podem te ajudar a ir por um caminho mais tranquilo.

Todo mundo tem uma característica especial que fica em evidência no meio da multidão. Algumas pessoas têm um apego especial por uma cor, aquele vermelho que aperece nos acessórios, na roupa e até no carro. Tem gente que poucos se lembram do nome, mas aquela letra linda e redonda, firme e toda delicada surge nas lembranças de escola. E aquela pintinha no ombro ou no rosto que te faz única?
nath yamauti: descobrindo mais sobre a sua marca
Tenho certeza que com o seu negócio não é diferente. Invista um tempo para descobrir mais sobre a característica marcante e que faz as pessoas lembrarem e desejarem o seu produto.
  • Qual é a diferença fundamental na sua loja que te destaca dos demais?
  • O que atrai seus clientes?

Essas perguntas são importantes porque envolvem a estratégia do seu negócio, são imprescindíveis na construção da sua marca.
Para tornar essa tarefa mais fácil, coloque no papel pelo menos 5 palavras que definam a missão do seu produto. Dessa missão, escreva os motivos, motivações e metas que te levaram a fazer um produto artesanal pela primeira vez. Alguns exemplos:
“faço produtos únicos a mão”, “tornar o mundo ainda mais belo“, “produtos feito com matérias-primas que não agridam o meio ambiente”, “aumentar em 10% a minha renda mensal”…
Você pode ter 5 motivações, 3 valores e 2 motivos, enfim, o importante é que você tenha seus propósitos claros, pois eles te ajudarão de tempos em tempos a olhar para o seu negócio e entender com confiança se ele está de fato atendendo às suas expectativas.

Mesmo sendo um negócio artesanal e online, podemos usar as mesmas estratégias que as grandes empresas usam para alavancar suas vendas e criar um relacionamento com seus clientes. Quando planejamos um nome interessante, fácil de ser lembrado. Uma identidade visual bonita para a sua loja e para os seus produtos, um tom de voz atencioso para escrever e falar com o comprador, tudo isso torna a sua loja ainda mais especial aos olhos do público.
Por isso, ao construir o seu logo, pense duas vezes antes de escolher uma imagem aleatória na internet. Leve em consideração que quanto mais o nome, as cores e o símbolo que representam o seu negócio estiverem relacionados com as qualidades do seu produto, mais forte será a sua marca.
Aproveitando o exercício de missão da sua marca, anote as 5 características e qualidades que você usa para transmitir aqueles valores que são tão importantes para você e para a sua empresa.
Exemplos:
  • Cores pastéis e uma fonte caligrafada combinam com bijouterias mais femininas e românticas
  • Cores modernas e vibrantes para um um público jovem e descolado
  • Um visual rústico com tons pastéis vai bem com uma proposta de peças de decoração em barro e macramê

Olhe bem para seus produtos e pergunte-se: será que a sua loja de cupcake pode ser associada a “caseiros, ingredientes gourmet e sofisticados” ou tem um apelo mais “divertido, colorido, ideal para a sua festa”?
nath yamauti: descobrindo mais sobre a sua marca

Pense nas suas marcas favoritas, nas lojas que te agradam no geral e se existe uma identidade nelas. Você consegue entender que o estilo daquela loja está nos produtos, na própria ambientação da loja, na embalagem que você leva para casa? E o site delas, o que elas têm em comum com o cartão de visita ou mesmo com a propaganda que você viu na revista?
E mais do que isso, em cada uma das suas marcas favoritas você consegue reconhecer os valores e as qualidades que elas transmitem para você? Pois da mesma forma que seus valores pessoais te guiam nas suas escolhas, tenha certeza que seus clientes também serão atraídos pela proposta que você oferecer.
E ainda que ela não fale diretamente com quem vai comprar, ao escolher um presente que tenha a cara de uma amiga grávida ou um amigo programador, com certeza um sling de algodão natural vai ser considerado para uma mãe natureba ou uma camiseta de vídeo game daquela loja geek.
É por isso que cuidar da sua marca é importante, porque mais do que torná-la perceptível ao público, dizer que você existe e está no mercado, ela atrai pessoas que estejam em sintonia com os valores que ela propõe. E para que isso aconteça, nada melhor que defini-las e torná-las perceptíveis através da sua marca.
Faça a sua listinha de missão e características. Se você tiver alguma dúvida, é só falar com a gente pelos comentários ou pelo e-mail do blog: blog@elo7.com
Temos mais dicas sobre nome, logo e identidade visual na sessão de “Sua marca e identidade visual” no Guia do Vendedor.
Continuamos nosso papo no próximo post.
Até a próxima!

A colunista Rosy McQueen montou um guia de identidade visual para os leitores do blog, em três partes. Na primeira, ela propôs perguntas para descobrir a imagem da sua marca. Na segunda, ela dá uma sugestão que como descobrir a personalidade dela. E nesta terceira ela propõe um exercício prático para conseguir captar a essência da sua marca em imagens. Vamos lá?
_
Em mais um post da nossa série sobre Gestão de Marca e Identidade Visual, faremos um exercício divertido e esclarecedor para descobrir a personalidade de seu negócio: atribuir a ele três palavras e cinco imagens. Não importa muito se você vai buscar primeiro palavras ou imagens, comece por onde se sentir mais confortável.

Suas palavras:
Buscar referências é sempre uma boa maneira de esboçar algo para si. Você pode começar vendo algumas lojas de que gosta, e descrevendo-as em três palavras. Depois de ver algumas lojas, tente fazer o mesmo para seu negócio. Duas atividades que podem ajudar:
1. Liste todas as palavras que lhe vêm à mente: observe seus produtos e anote as que você usa pra descrevê-los às outras pessoas. Pense em adjetivos, por exemplo:confortável, elegante, moderno, divertido, urbano, romântico, sóbrio, vintage, descontraído, etc. Escreva todas no papel. Você vê grupos com significados parecidos? Então uma palavra deste grupo provavelmente será uma de suas três palavras.
2. Pergunte: às vezes nossa família, amigos e clientes conseguem nos descrever melhor do que nós. Peça a algumas pessoas que lhe escrevam três palavras que melhor expressem sua marca e seus produtos. Você pode se surpreender com o retorno! Quem sabe você descobre uma palavra interessante na qual não havia pensado antes.

Suas imagens:
Como diz o velho ditado, “uma imagem vale por mil palavras”. Imagens podem expressar coisas que às vezes palavras sozinhas não conseguem. Veja dois meios para encontrar seu conjunto de imagens:
1. Procure na internet: vale navegar pelo FlickrPinterest ou fazer buscas no Google Images. Jogue também na pesquisa as palavras mais relevantes da sua lista.
2. Observe as coisas que você gosta: visite suas lojas Elo7 favoritas e observe as imagens que lhe atraem. Entre elas pode surgir um tema que lhe orientará em sua busca.

Juntando tudo:
No final, coloque em um arquivo (pode ser uma imagem ou mesmo um Word) as suas palavras e imagens escolhidas. Este documento será inspiração para os próximos passos na construção de sua Identidade Visual. Servirá também para guiar designers que você eventualmente possa contratar para produzir  materiais como logos, banners, etiquetas…

(imagens: Weheartit)
Quando recebi o convite do pessoal do Elo7 para escrever sobre marketing, fiquei muito feliz. Sou publicitária formada, especializada em marketing e trabalhei neste ramo por quase uma década até este ano, quando resolvi focar somente no meu trabalho de artesã.
Porém, tudo o que eu já vivenciei e aprendi, tento aplicar à minha nova profissão, pois o conhecimento nunca se perde, ele apenas se transforma.
Muita gente acha que marketing é um bicho de sete cabeças, coisa de grandes empresas e que pouco ou quase nada se aplica na área do artesanato, mas isso não é verdade. Ainda mais nos dias atuais, em que aquela imagem de que artesanato é coisa de vovó ficou para trás. Hoje as artesãs e artesãos são pessoas jovens, antenadas, que usam e abusam da internet, querem um diferencial e principalmente, profissionalizam o seu trabalho.
Mesmo que de forma inconsciente, nós utilizamos o marketing o tempo todo, desde antes de iniciarmos o negócio até o pós venda. Por isso, é muito importante aprendermos um pouco mais sobre esta ciência e utilizarmos todas as suas ferramentas a nosso favor.
Geralmente, começamos a desenvolver nossa atividade no artesanato de forma muito tímida, testando as técnicas, fazendo um produto aqui outro ali, presenteando os amigos e a família e depois vendendo.
Quando “nos encontramos” em uma atividade e ela começa a engrenar, percebemos a necessidade de nos profissionalizarmos. É neste momento que percebemos que aquele cantinho na mesa de jantar já não é mais suficiente para trabalharmos e que as pessoas começam a nos pedir um cartão de visita, perguntam se temos um site e por aí vai.
Pronto, chegou o momento em que precisamos desenvolver a nossa marca, que é a representação simbólica daquilo que nós fazemos. A marca deve transmitir o conceito da atividade que realizamos.
E por onde começar? Pensando na atividade do artesanato, resumi em dois principais pontos: o nome e o logotipo..
Escolha do nome: este é o primeiro passo e um dos mais importantes para a criação de uma marca. No artesanato, as pessoas tendem a seguir três caminhos distintos para escolha do nome:
1. Nome próprio: é uma opção bastante utilizada, seja ela entre sócios ou apenas uma pessoa. Ex: Fulana de tal Patchwork, Irmãs Beltrana Design, Sicrana e Cia Crochê, F&B Pintura em tecido etc. É uma opção muito bacana, porém alguns cuidados devem ser tomados: nomes iguais ou parecidos com o seu e nomes/sobrenomes muito difíceis de escrever. O primeiro por motivos óbvios pode gerar confusão e dificuldade para o cliente encontrar e/ou diferenciar. Se você descobrir uma marca já existente parecida com a que você vai criar, tente acrescentar palavras para diferenciá-la. O segundo pode ser de difícil memorização e consequentemente as pessoas terão dificuldade em escrever e/ou achar na internet, entrar no site etc. Por isso, muito cuidado com as escolhas.
2. Nome relacionado com a atividade: também é muito comum de se ver. Ex: a pessoa trabalha com tecido e usa no nome da marca as palavras: fio, tecido, pano, trapo, patchwork etc. Ou de forma mais genérica, utilizando palavras como: Arte, Art, Artesanato, Mimo, Acessório, Craft, Ateliê, Design. O legal aqui é a associação imediata com aquilo que a pessoa faz. Se a pessoa faz sabonetes artesanais e a sua marca chama “Bolinha de Sabão”, a associação é rápida e natural. O cuidado nestes casos é o mesmo do item acima com relação a nomes já existentes iguais ou muito similares. Isso pode gerar confusão no cliente e prejudicar ambas as marcas. No caso do uso de nomes mais genéricos, a associação não chega a ser imediata, exemplo, se a pessoa usa apenas o nome Ateliê Fulana de Tal, de início não sabemos qual a sua atividade, mas o uso do logotipo pode ajudar. É muito usado também quando a pessoa realiza mais de uma técnica de artesanato. Se quiser especificar mais, coloque junto ao nome da marca a atividade, ex: Ateliê Fulana de Tal – Arte em EVA. Em todos os casos, seja criativo e pesquise antes, caso encontre similares, inove.
3. Nomes diferentes: aqui entram os nomes que não remetem à atividade ou nomes originais, “inventados”. É o menos usual dos três tipos e o que requer mais cuidados. Deve-se evitar o uso de nomes numa atividade que remeta à outra. Utilizando o mesmo exemplo já citado: se a pessoa faz mosaicos e a sua marca chama “Bolinha de Sabão” vai soar estranho e não será eficaz. Tudo bem se uma pessoa faz lembrancinhas e sua marca chama “Camomila”, porque em princípio o nome não tem a ver com a atividade, mas o conjunto todo (cores, logotipo, slogan etc) pode remeter num segundo momento. Posso também usar como exemplo a minha própria marca “Mala Zala”. O nome por si só não remete ao que eu faço, mas eu acrescentei minha atividade em toda a minha comunicação e ficou “Patch e afins”. A atividade não precisa necessariamente estar no nome, pode ser um complemento que será usado na sua comunicação (site, cartão de visita, etiqueta etc). Quando a marca começar a ficar bem conhecida, a atividade ficará subentendida.
Dicas para todos os casos: nomes em inglês estão em alta e dão um ar moderno ao artesanato, mas não abuse. Cuidado com nomes de marca que restrinjam o seu leque de possibilidades, ex.: Ateliê Fulana de tal baby – é super bacana, mas se no futuro você começar a vender itens de decoração para casa, ficará estranho, portanto pense no que você quer focar. Para uma rápida e assertiva associação, eu sugiro sempre colocar a atividade junto ao nome da marca, fazendo parte dela ou apenas complementando-a.
E antes de se decidir, pesquise muito. Faça uma busca no Google, converse com seus amigos e família e se achar necessário, busque ajuda de um profissional da área.
Logotipo: depois de escolhido o nome, é a vez do logotipo. E esta palavrinha dá medo em muitas pessoas. Como no caso do nome, ele deve transmitir o conceito da marca.
A maioria não sabe criar logotipos e não quer recorrer a profissionais da área. Neste caso, o que fazer?
Um logotipo pode ser feito inteiramente de texto. Usar e abusar das fontes é um bom caminho. Existem inúmeros sites de fontes gratuitos na internet, então é bacana dedicar um tempo para escolha de uma fonte diferente. Brinque com o tamanho, disposição, forma.
Escolha quais as cores que você quer que represente a sua marca e anote bem o nome/código delas, assim todos os seus materiais ficarão padronizados.
Se desejar que seu logo tenha uma imagem, o ideal é criar uma exclusiva para ele, que seja original. Caso isso seja um pouco difícil, recorra aos bancos de imagens da internet. Alguns são pagos e outros não, mas às vezes, compensa pagar pela imagem e ter o direito de utilizá-la para sempre. Nada de salvar imagens da internet em baixa qualidade e se apropriar de desenhos de marcas já existentes. Se você seguir este caminho de logo com imagem, tente ser bem específico, por exemplo: você quer usar o desenho de um pássaro em seu logo, então busque um desenho específico, que combine com a fonte que você já escolheu, com as cores pré-definidas, com o conceito da sua marca. Não é porque você usará um desenho já existente, que pode ser qualquer desenho.
A simplicidade também é extremamente importante. Seja simples. Pense que este logotipo que você está criando será utilizado na sua papelaria, no seu site, na fachada da sua loja do Elo7 e até na etiqueta do seu produto, então ele deve ser simples e não complicado ou confuso, com muitas informações. Faça um teste: certifique-se que seu projeto de logo é visualmente agradável e interessante em diversas escalas.
O processo de criação da marca dá trabalho, não vou mentir. Eu mesma gastei semanas a fio, mesmo sendo da área de publicidade e marketing. O segredo é paciência e persistência. Pedir ajuda, experimentar, testar, recomeçar sempre que necessário. Uma hora, dará certo e quando você olhar para seu nome e logotipo, vai se apaixonar e ter certeza que já deu o primeiro passo para a criação da sua marca.
***********


4 comentários:

  1. Quanto ficaria um logotipo para
    BellaeMelArtFestaPresente.blogspot.com
    Aguardo resposta.
    SolangeGmax

    ResponderExcluir
  2. Oi flor tudo bem sempre que passo por aqui seu cantinho está diferente e cada vez mais lindo, flor preciso de um favor seu como faço pra colocar link nas minhas postagens ou quando vc cobra pra fazer, tem alguns sorteios que eu participo que pedem para colocar o link da postagen já tentei fazer mas da que a pagina não foi encontrada não existe vc pode me ajudar fico no aguardo.

    Email: estrela.danzoka@hotmail.com

    Bjsss da Danzoka

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde vou deixar o link da postagem que eu fiz depois vc entra e ve se está tudo certinho se está indo direto para a postagem correta deixa um comentário lá ou no face me avisando obrigada Beijão

    http://danzoka.blogspot.com/2012/11/anjinho-feito-de-palha-de-milho.html

    ResponderExcluir
  4. Olá Solange

    A materia sobre as marcas e logo estão bem explicadas.
    O dificil é por em pratica....mas eu chego lá.
    Estou estudando e revendo o meu conceito sobre minhas artes.
    Como minha marca é o meu nome junto com a arte que faço.
    Fica dificil....estou pesquisando com carinho.

    Bjs, Regina

    www.artes-da-regina.blogspot.com

    ResponderExcluir

É sempre muito bom receber voçê aqui,e obrigada por deixar seu recadinho,saiba que aprecio muito.